App anônimo que virou febre na internet

A internet favorece o anonimato. Apesar das tecnologias de rastreamento usadas pelas autoridades e pela publicidade, é relativamente fácil permanecer anônimo na web — especialmente se você não pensa em cometer crimes. Vez ou outra, alguns aplicativos chegam com a proposta de tornar isso ainda mais fácil, geram alguma polêmica e viram uma verdadeira febre, como é o caso do Sarahah

O serviço se tornou nos últimos dias um dos aplicativos mais populares da loja oficial da Apple nos Estados Unidos. No Android, ele já ultrapassou a marca de 1 milhão de downloads. Basicamente, o app permite que você receba feedbacks anônimos por parte de seus amigos — uma espécie de Curious.cat ou Ask.fm, mas sem a possibilidade de interagir com os comentários —, o que pode ser muito legal, mas também a porta para alguns incômodos.

O aplicativo foi lançado em fevereiro deste ano e, desde então, tem feito um grande sucesso no Oriente Médio e no norte da África. Nesta semana, porém, ele começou a bombar também na parte de cá do planeta, alcançando certa popularidade no Brasil e também nos EUA.

Em árabe, “sarahah” significa justamente “honestidade”, o que dá o tom das intenções dos desenvolvedores do aplicativo. Contudo, se as intenções de seus criadores são boas, as de quem o utiliza nem sempre seguem a mesma linha. Assim, o Sarahah se mostra como “um campo fértil para o ódio”, como definiu alguém em avaliação na App Store.

 

“Meu filho criou uma conta e, em 24 horas, alguém postou um horrível comentário racista em sua página, dizendo ainda que ele deveria ser linchado”, escreveu a mãe. O anonimato pode proporcionar brincadeiras interessantes para quem deseja interagir com amigos, mas também pode permitir que mensagens preconceituosas de todos os tipos sejam propagadas. World White Web: Projeto tenta minimizar racismo na internet 

Uma olhada rápida na  Play Store e na App Store brasileira não indica qualquer reclamação do tipo por aqui, mas é ilusório imaginar que mensagens nada amistosas não tenham sido enviadas aos montes para quem usa a plataforma no Brasil.

Esse tipo de polêmica envolvendo publicações anônimas na internet não é uma novidade no mundo, tampouco no Brasil. Em 2014, a internet foi tomada de assalto pelo Secret, um aplicativo no qual os participantes podiam postar fotos e mensagens de texto curtas, além de comentar as postagens de outros participantes de forma anônima.

E o que começou como uma brincadeira saudável logo se tornou um grande problema, com direito a intervenção da Justiça, suspensão do aplicativo e, finalmente, o encerramento de suas atividades. Tudo bem que o viés do Sarahah é outro, afinal você não pode responder aos comentários, e tudo permanece privado.

Porém, se esse caráter privado das mensagens de ódio que invariavelmente virão no Sarahah não devem causar problemas judiciais, elas têm o potencial de esvaziar o aplicativo — afinal de contas, ninguém quer ser alvo de ofensas gratuitas assim. Sem dúvida, esse serviço ainda vai render muitas discussões na web nas próximas semanas.

Fonte: AppStore

Salvando histórico no modo anônimo

Você já usou o modo anônimo no Google Chrome? Se sim, sabe que todo seu histórico de navegação encerra assim que você fecha a janela. Dessa forma, dados como sites visitados, senhas e outros são apagados sem deixar rastros.

Isso pode se tornar um importuno caso você esteja vendo algum link importante que queira visitar novamente depois – como passagens, por exemplo, onde a recomendação é procurá-las sempre no modo anônimo. Além disso, buscas no modo anônimo cessam propagandas insistentes que replicam o que você pesquisou.

A boa notícia é que o navegador possui uma extensão que permite que o histórico de navegação seja salvo. Chamada Off the Record, ela faz com que os sites vistos no modo anônimo sejam registrados, portanto é possível voltar a eles em outros momentos. Depois de rever o link desejado, basta clicar no botão “Delete”, para que os registros sumam como de costume.

Agora, descubra como instalar e utilizar a extensão

  • Busque a página de download da extensão Off the Record. Depois, clique no botão azul com a mensagem “Usar no Chrome”.
  • Agora, clique em “Adicionar extensão” para realizar a instalação.
  • Para que ela atue, é preciso permitir a execução em modo anônimo. Clique no menu com três pontos, no canto superior direito da tela.
  • Vá na opção “Mais ferramentas” e clique em “Extensões”.
  • Você irá ver uma lista com todas as extensões de seu navegador. Role a página até encontrar a Off the Record e selecione a opção “Permitir em modo anônimo”.
  • Abra uma nova janela anônima e navegue normalmente. Quando encerrar, clique no ícone da extensão, no canto superior direito.
  • Os sites que você visitou aparecerão nas abas “Recently closed” e “Full history”.
  • Depois de reexaminar os sites desejados, clique no botão da lixeira. O histórico será apagado completamente. Pronto!

Como poupar dados ao usar o Facebook

O Facebook é um aplicativo que pode consumir maior parte dos seus dados sem que você perceba, já que a rede social carrega automaticamente imagens e vídeos. No entanto, ele possui um recurso que elimina o consumo desnecessário de uma forma bem simples. Basta deixar o “Economizador de dados” ativo. Ele dá uma ajuda aos usuários que não conseguem manter seu plano de dados carregado até o final do mês.

Ao ser ligado, o “Economizador de dados” faz com que o Facebook baixe versões mais leves das imagens e cesse a reprodução automática. Desse modo, é possível que o usuário selecione só o que deseja visualizar.

Veja como ativar esse recurso:

1. Abra o app do Facebook e clique sobre as três barrinhas no canto superior direito da tela.

2. Em seguida, escolha o “Economizador de dados”. Encontra-se no fim da lista, em “Ajuda e Configurações”.

3. Ative-o e finalizado!

Fonte, tecmundo.

Mercado De trabalho

Você está fora do mercado de trabalho e não
sabe como procurar novas oportunidades?

A primeira dica é se conscientizar sobre a importância de sempre está atento com novas oportunidades de trabalho no mercado. Para isso, é recomendado fazer uma leitura de contexto e ter atitudes que condigam com seus objetivos e aspirações.

Mas como fazer uma leitura do mercado com foco em oportunidades de trabalho? Aguçar a sua percepção é uma orientação importante. É preciso perceber que buscar um emprego hoje é muito diferente de procurar uma recolocação nos anos 1990 ou até mesmo há cinco anos. As necessidades são outras, assim como as ferramentas de recolocação e as prioridades das empresas.

Confira algumas dicas:

você sabe exatamente o lugar que ocupa no mercado de trabalho atualmente?
Não basta dizer que está sem emprego ou que ainda não sabe o que quer. É preciso ter essa consciência, mas isso é resultado de um processo de autoconhecimento.

Verifique se a sua formação é sólida, se as suas experiências anteriores te fizeram crescer, avalie o quanto você está disposto a aprender e se está preparado para competir de igual para igual com outros profissionais. Da mesma forma, se você ainda não acumulou experiências, saiba da importância dessas ações para ter visibilidade e despontar no mercado.

Quando você consegue perceber esses fatores, fica claro em que pontos você precisa se aperfeiçoar e quais são as suas características fortes e pontos de melhoria. Assim, você tem uma noção clara de quais oportunidades no mercado de trabalho são mais adequadas ao seu perfil. De repente, você pode estar tentando vagas voltadas a profissionais em nível pleno, mas o mais adequado no momento seria uma vaga de trainee, por exemplo.

As mudanças pelas quais o mercado de trabalho tem passado exigem que o profissional desenvolva novas habilidades. Já não bastam as capacidades técnicas, é preciso investir no desenvolvimento humano e gerencial. O cenário requer pessoas mais autônomas, capazes de desenvolver múltiplas tarefas ao mesmo tempo e que consigam lidar com cenários de instabilidade.

Os diplomas continuam sendo importantes, mas deixam de ser diferenciais. Saber novas linguagens de programação e usar diferentes ferramentas é um pré-requisito. Além disso, é importante saber se organizar frente a demandas diversas, estar preparado para tomar decisões rápidas e ter habilidade para gerir pessoas.

A capacidade de trabalhar com equipes e profissionais de diferentes áreas também é muito valorizada em tempos em que o trabalho colaborativo é uma máxima.

 

 

-Artigo AjudaInfo